quarta-feira, 17 de maio de 2017

Retrato dos jovens 2017

A Fundação FMS e a Pordata produziram indicadores que retratam os Jovens em seis áreas essenciais: população, família, protecção social e pobreza, educação, mercado de trabalho, digital. A não perder.

Dia Internacional da Biodiversidade

terça-feira, 16 de maio de 2017

Visita de Estudo a Mafra

Mafra- Abril de 2017. Não há nada que um aluno goste mais do que visitas de estudo, e eu, como aluno que sou, não fujo à regra. Para onde quer que a gente vá, certo é, que gargalhadas e diversão não vão faltar, já parra não falar da banda sonora que acompanha o autocarro a cada quilómetro percorrido. Desta vez o destino foi Mafra, a tão bela vila grandiosamente adornada pelo seu convento, mandado construir por João V, história que nos foi contada e mais tarde retratada na peça de teatro a que tivemos o prazer de assistir e que foi sem dúvida uma mais valia para a compreensão e consolidação da obra de José Saramago: “ Memorial do convento”. Feita a visita ao convento, seguimos em direção ao jardim do éden, que foi uma das minhas partes favoritas da visita. Adorei o espaço, que para além de ser prazeroso à vista de qualquer um, nos envolve num ambiente de paz e harmonia. Mais tarde, nesse dia, fomos então para a pousada onde ficamos hospedados, que, tanto quanto pareceu, não foi do agrado da maior parte dos alunos, no entanto, ninguém diria que no final de contas acabou por ser uma das melhores, sendo a melhor parte da visita. No segundo dia da nossa viagem, a energia já não era tanta, mas ainda assim visitamos o Forte de Peniche e a Quinta das Lágrimas. Relativamente ao Forte de Peniche, a visita àquela antiga prisão permitiu-me não só conhecer o quotidiano de torturas e humilhações constantes dos presos políticos, como as histórias de fugas que achei fascinantes visto que foram minuciosamente planeadas. Já a Quinta das Lágrimas, em Coimbra, acabou por se tornar uma desilusão, pois as minhas expetativas para esta, eram bastante elevadas. Concluída a visita à Quinta das Lágrimas seguimos de volta ao ponto de partida, Mondim de Basto. Posso dizer que para além do conhecimento adquirido, esta visita foi uma ótima e uma das últimas oportunidades para criarmos grandes memórias enquanto turma, pois não faltou a diversão e a boa disposição de sempre. Joana Maria Borges Costa, nº7, 12ºA.

segunda-feira, 15 de maio de 2017

Lanches Saudáveis

Nas aulas das Disciplinas de Introdução à Programação e Oferta Completar ministradas no centro escolar, as docentes procuram despertar e proporcionar aos alunos uma diversidade de experiências de aprendizagem que estimulem o pensamento e criem um diálogo de conversas dos mais diversos temas úteis para o seu desenvolvimento dos seus educandos quer ao nível pessoal quer ao nível profissional. Recorrendo a ambientes computacionais diversificados, as docentes procuram desenvolver diversos temas de diferentes áreas. Com apenas uma hora semanal, esperamos, através de estratégias pedagógicas apropriadas e de forma equilibrada, e recorrendo à utilização do desenvolvimento das ideias e do pensamento computacional, contribuir para o desenvolvimento cognitivo, social e emocional dos nossos jovens bem como para o desenvolvimento do espírito critico, da criatividade e do uso da tecnologia. Neste contexto, no passado dia 2 de Maio de 2017, as professoras propuseram que os alunos apresentassem durante a aula seguinte, dia 9 diferentes tipos de lanches saudáveis, contando com a pesquisa na Internet, feita na aula, e com a ajuda dos pais em casa. As docentes consideraram este, um tema muito importante, na medida em que existem investigações que revelam que um tipo de lanche pouco saudável, para além de contribuir para um aumento de peso, pode afectar o desempenho escolar e interferir no desenvolvimento infantil. As docentes puderam contar com a presença da Dr.ª Dulce Lemos, da sua estagiária, e da Srª Enfermeira Carla Marinho, todas especialistas na área da nutrição do Centro de Saúde de Mondim de Basto para que pudessem observar e comentar o lanche individual de cada um dos alunos, bem como os alertar para o erro de consumir alguns dos alimentos que foram apresentados por alguns (pouquinhos, mesmo ). As profissionais de saúde explicaram que as refeições intermédias As refeições intermédias ajudam a distribuir melhor as necessidades nutritivas e energéticas ao longo do dia reduzindo os tempos de jejum demasiado longos que geram mais fome e mais esforço de compensação em termos do organismo. Além disso, fazem com que a criança não coma de forma excessiva na refeição principal, sobretudo se os lanches não tiverem açúcares rápidos e forem ricos em vitaminas, fibras e hidratos de carbono de absorção mais lenta. As especialistas convidadas ficaram muito satisfeitas com as refeições apresentadas pelos alunos, tendo-lhes dado os parabéns e dizendo para continuarem o bom trabalho, sendo sempre muito responsáveis. As professoras, muito orgulhosas dos seus meninos ofereceram um presentinho, docinho, mas com poucas calorias e com muitos nutrientes benéficos, congelaram iogurtes com um pauzinho, para funcionar como um gelado. A Dr.ª Dulce Lemos sugeriu fazer o mesmo com sumo de laranja natural ou chá caseiro.

sábado, 13 de maio de 2017

Khanacademy

Todos sabemos que o ensino e as formas de ensinar mudam todos os dias e compete-nos a nós, professores, estar sempre na linha da frente para continuarmos a ser vistos como os grandes autores dessas mudanças. Para isso temos que estar atentos ao que vai surgindo. Assim, hoje vou apresentar-vos uma plataforma de ensino extraordinária, a Khan Academy. Khan Academy é uma organização sem fins lucrativos com o objetivo de mudar a educação para melhor, proporcionando uma educação de classe mundial livre para qualquer pessoa, em qualquer lugar. Vejam os prints para ficarem com uma ideia. Se é verdade que a plataforma é em inglês, já possui imensos conteúdos em português e está sempre a aumentar e diversificar. Se sentirem curiosidade e quiserem avançar estou disponível para vos dar a formação necessária, aqui na BECRE. Aproveitem e desfrutem.

terça-feira, 9 de maio de 2017

“Mamíferos do Alvão – Conhecer Para Preservar”

Está a decorrer até 31 de maio, no Centro de Informação e Interpretação do PNAlvão, Mondim de Basto, a ação de sensibilização “Mamíferos do Alvão – Conhecer Para Preservar”. Pretende-se com esta atividade proporcionar aos participantes um conhecimento mais profundo sobre as espécies presentes nesta Área Protegida e promover a reflexão e o diálogo sobre as espécies mais ameaçadas.

terça-feira, 2 de maio de 2017